Total de visualizações de página

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Capítulo 53: A Viagem - Parte 2 (Pelado no futebol)


Não sei se mencionei antes, mas me lembro como tudo começou na minha vida.

Antes eu só pensava em menininhas, depois fiquei confuso e por fim hoje gosto de maças e bananas. rs. “Ai, como sou bandido”.

Sei que muitos querem saber em que momento eu falarei do grande amor da minha vida... Eu leio todos os email e to tentando responder a todos.  Calma, a hora de contar essa história ainda não chegou. A primeira temporada foi de um acontecimento que me tocou de tal forma que me propiciou a segunda temporada, que é a fase de sair do armário e me conhecer mais profundamente. My Big Love, veio depois disso tudo.

Não foi no acampamento que eu descobri que era gay. Lá foi a primeira vez que senti amor por alguém. Tipo paixonites de verão. Foi lá que eu comecei a querer conhecer este mundo. Porque antes, eu mesmo me condenava por saber e querer esconder tais sentimentos bissexuais.

Mas voltando ao assunto, me lembro quando me descobri bissexual. 

Eu estava na escola, na quadra de esportes mais precisamente, os garotos jogavam futebol. Eu os olhava como qualquer garoto olha outro garoto.

De repente, um dos meninos, no jogo, foi grudado por outro na busca pela bola... E assim rasgou o short quando o outro o grudou. O rasgo foi pequeno, pois o short era daqueles velho. Aos poucos ele foi se irritando com o rasgo e foi rasgando com suas próprias mãos a perna esquerda do short, de forma que cada vez ficava mais sem perna e mais curto. Até que chegou um dado momento que começou a aparecer seu pênis, pois ele estava sem cueca (adoro).

Algumas meninas, que assistiam o jogo, começaram a mexer com ele, e a zuação durou boa parte do jogo; até que ele rindo baixou as calças (a tirou pra ser mais claro) e ergueu o short pro alto e balançou o corpo fazendo com que sua enorme jeba mole batesse de um lado a outro de seu corpo. E continuou o jogo pelado, até que o avisaram que alguém estava vindo e ele voltou a se vestir.

Ele saiu do jogo e foi pro vestiário. E eu estava próximo a porta, então ele passou e me olhou rindo e foi pro banho.

Eu já tinha visto homens nu antes, mas naquele dia foi diferente. Alguma coisa aconteceu, e era a primeira vez que eu sentia quilo. Eu entrei em crise na mesma hora. Não sabia explicar, algo se acendia dentro de mim, só fiquei excitado depois, bem depois... a principio era só algo dentro de mim explosivamente gostoso. Tem gente que acha que as coisas acontece com a excitação de um pau duro. Pois é, comigo foi diferente.

Não preciso dizer que eu, fiquei pensando naquele acontecimento durante um bom tempo.  Me questionava do porque senti aquilo. Afinal eu era homem, não deveria sentir o que senti por outro homem. Ou deveria? Gente, foi uma tortura. De verdade.

A partir daquele dia, eu comecei a sentir coisas por um ou outro rapaz, e isso me incomodava profundamente, ainda mais que eu era de uma família extremamente religiosa e conservadora. Minha fé na época não acreditava que existia salvação para um gay. Eu estava em colapso. 

Num baile de formatura, eu fui mijar... então ele apareceu no mictório, ao meu lado. E acredite, ele se lembrou de mim (nem sei como). Ele deu uma inclinada com o corpo deixando eu ver ele mijar, e me perguntou se eu estava bem e blá, blá, blá (ai, ele era muito gostoso. Não era bonito, mas era gostosos).

Eu respondi que estava ótimo, e nervoso, muito nervoso, sem ação. Fiquei parado enquanto ele falava e eu viajava nele. Então ele deu aquela balançada firme e gostosa; daquelas que sai qualquer gota restante, sabe como é? Fechou o zíper e passou encostando parte de seu braço em mim, e parte de sua mão em minha bunda e saiu do banheiro rindo. Gente ele tinha uma risada de safado gostoso, que passei mal. 

Por fim, voltei pra festa, atônito, de boca seca, coração acelerado; e dessa vez... Totalmente excitado.

Mas o que rolou no baile, é outra história, conto depois.


(Post Relacionado: O Gol do Piru)

Abraço a todos...





BY ME S2 (S-FCSP)

Atenção.... torne-se agora mesmo um seguidor deste blog e fique por dentro de todas as novidades e posts.
Clique Aqui

OBS:
        Se você quer seguir este BLOG e não quer ser identificado e nem quer que ninguém saiba que você segue basta clicar na opção "SEGUIR ANONIMAMENTE".
        Agora, se você não tem problemas em seguir abertamente este BLOG... è só clicar na Opção "SEGUIR PUBLICAMENTE".

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Capítulo 52: Aborto


Bem, creio que as imagens falam mais do que qualquer palavra. Eu sou a favor da pena de morte para estes criminosos que vivem da impunidade brasileira e do mundo também. Porém sou contra o aborto, pois os bebes não teem culpa das atrocidades e erros da vida.

Sou a favor da pena de morte, pois hoje a corrupção é tanta, que você fica sem voz para denunciar tanto mal. E quanto mal pode caber em um ser... que nem sempre poderei reconhecer como humano. Hoje são os criminosos que dominam... não vamos tapar o sol com a peneira! O sistema não tem feito nada pra ajudar, só piora... e eles matam sem dó... porque eu terei dó deles? Só porque creio em Deus? Sou de Deus, mas não sou palhaço.

Em pensar que a maioria das pessoas no mundo é a favor do aborto, mas contra a pena de morte... preferem matar um indefeso para se privar e se fechar em seus direitos egocentricos, do que ver um adulto criminoso ser punido por coisas que fez em sã conciência. Este é o grande paradoxo humano.

E eu posso ser imparcial e expor meus pensamentos, afinal, este é o meu diario... o diario de uma pessoa que sente e pensa....Respeito os outros pensamentos, mas o meu é este.

E após este vídeo, em lagrimas eu questiono a vida: você é a favor ou contra?







video





Abraço a todos...





BY ME S2 (S-FCSP)

Atenção.... torne-se agora mesmo um seguidor deste blog e fique por dentro de todas as novidades e posts.
Clique Aqui

OBS:
        Se você quer seguir este BLOG e não quer ser identificado e nem quer que ninguém saiba que você segue basta clicar na opção "SEGUIR ANONIMAMENTE".
        Agora, se você não tem problemas em seguir abertamente este BLOG... è só clicar na Opção "SEGUIR PUBLICAMENTE".

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Capítulo 51: A Viagem - Parte I (2º temporada da novelinha da minha vida)



As coisas começaram a mudar para mim depois do ultimo verão.  Depois de ter conhecido alguns garotos que me fez pensar um pouco diferente e viver um pouco mais, e de forma menos comum ou engessada.

Você se lembra?

É como eu disse logo no início: “Eu tenho tantas histórias vividas, que quando me sento para relembrá-las me sinto alegre e feliz. Sabe, você revive todas as experiências e se ri de si mesmo. É tão importante saber rir de si mesmo... Tem gente que não consegue achar graça nas coisas bobas ou erradas que já fez, isso é perigoso, pois podem acabar nos odiando por elas ou se auto-odiarem”.

E foi assim que tudo começou, me lembrando do ultimo verão maravilhoso, porém com um final um tanto atrapalhado e triste. Mas as lembranças foram boas.

Era um acampamento de verão (O “acampamento dos Sonhos” – nome do lugar) que a turma da escola ganhou no colegial. E eu escolhi, dos 03 ônibus, aquele que me traria mais felicidade, sem saber... pois era tímido de mais para perceber as coisas ao meu redor. E foi ai que eu vi aqueles 07 garotos, e pude perceber que já os tinha visto antes, mas não com os mesmos olhos daquele momento.

Eu sou um cara que crê muito em Deus, pois discordo desta filosofia de vida que acredita que Gays devem ser ateus, nada contra os que são, mas tem muita gente que acha que os homossexuais são todos sem Deus. Mas saibam que nas melhores religiões e igrejas, e até templos, escondem muitos gays e lesbicas... não se engane...Porque estes garotos que conheci, me abriram os olhos, como já contei na temporada anterior.

E assim compuseram a historia: Eu (Samuel Jr.), Adam, Samuel, David, Carlos Eduardo (Cadu), Sebastian, Paulo e Cristian.

E sempre que eu queria me lembrar deles, eu mirava a aliança que eu carregava no pescoço... Principalmente para eu não esquecer de que Deus estava ali pra me consolar... Afinal, eu não estava mais com os meninos. Havíamos nos separado.

A minha primeira festa de aniversario foi realizada por eles, pois eu nunca tinha experenciado isso antes. Foi lá que aprendi o valor de uma amizade, do amor puro e nobre.

Mas foi como numa noite de geada, que sem querer nos separamos sem se despedir... foi como em uma tempestade que meu pai interferiu na historia e me fez partir... vocês devem se lembrar. Eu nunca mais os vi.

Mas eu havia crescido e amadurecido. Sim, meu pai havia me mudado de escola, porque ele havia mudado de emprego e cidade.

E eu não era mais aquele menino tímido; havia timidez em mim, mas pouca... eu agora estava descobrindo a vida. E havia me determinado a uma coisa: Achar os meus amigos! Aqueles da viagem...

E eu acreditava... EU IA ACHA-LOS!

Quer saber como isso continua? Aguarde a Parte II da história, breve aqui mesmo... neste blog!

Continua...

Esta musica escolho como trilha sonora para este capitulo, pois a letra fala tudo:  

“Broken” (“Quebrado” – Lifehouse)

video

O relógio quebrado é um conforto, me ajuda a dormir esta noite
Talvez isso pare amanhã de roubar todo meu tempo
E eu estou aqui, ainda esperando ,embora ainda tenha minhas dúvidas
Eu sou estragado na melhor das hipóteses, como você já percebeu

Eu estou caindo aos pedaços, mal estou respirando
Com um coração quebrado que ainda bate
Na dor ainda há cura
Em seu nome eu encontro significado
Então eu estou agüentando, estou agüentando, estou agüentando
Eu apenas estou me segurando em você

As fechaduras quebradas era um aviso que você estava na minha cabeça
Eu tentei meu melhor ser guardado, eu sou um livro aberto em vez disso
E eu ainda vejo seu reflexo dentro de meus olhos
Eles estão procurando propósito, eles ainda estão procurando vida

Eu estou caindo aos pedaços, mal estou respirando
Com um coração quebrado que ainda bate
Na dor ainda há cura
Em seu nome eu encontro significado
Então eu estou agüentando, estou agüentando, estou agüentando
Eu apenas estou me segurando em você

Estou agüentando outro dia
Só para ver o que você jogará no meu caminho
Estou me segurando nas palavras que você diz
Você disse que eu ficarei bem

As luzes quebradas na rua me deixaram sozinho
Eu posso ter perdido meu caminho agora, não esquecendo meu caminho pra casa

Eu estou caindo aos pedaços, mal estou respirando
Com um coração quebrado que ainda bate
Na dor ainda há cura
Em seu nome eu encontro significado
Então eu estou agüentando, estou agüentando, estou agüentando
Eu apenas estou me segurando em você


Reveja a 1º temporada de “A Viagem”:



Abraço a todos...





BY ME S2 (S-FCSP)

Atenção.... torne-se agora mesmo um seguidor deste blog e fique por dentro de todas as novidades e posts.
Clique Aqui

OBS:
        Se você quer seguir este BLOG e não quer ser identificado e nem quer que ninguém saiba que você segue basta clicar na opção "SEGUIR ANONIMAMENTE".
        Agora, se você não tem problemas em seguir abertamente este BLOG... è só clicar na Opção "SEGUIR PUBLICAMENTE".

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Capítulo 50: Censurado


Ha muitos anos atrás vivemos dias de grande censura, e esta era denunciada através arte e da musica, principalmente, por isso sou um eterno fã da arte, pois ela fala mais do que possamos imaginar.

Em imaginar que hoje cantamos musicas vazias de significado!!! Ops... me desculpe não estou aqui para julgar ninguém... eu também ouço muitas dessas musicas modernas e danço em festas muitas destas musicas vazias. Mas só isso!

Mas o que quero dizer é que hoje não cantamos mais o que se passa na alma, e se isso o fazemos, meu Deus, como anda nossa alma?

Cada tempo teve seu dilema e sua dor, e essas ditaduras, e estes controles absolutos, e este falso moralismo gerou diversas censuras. Todas denunciadas pela arte. Duvida?

 Veja esta linda música de Chico Buarque. Recordou-se dela?

Não me diga que você achou que ele realmente está fazendo uma canção de modinha???

 Repare nas entrelinhas, nos entrelace dos versos, ele fala de dor, de censura, de uma vida de poucas alegrias e/ou até quem sabe de utopias oferecidas pelos representantes daquela época.

Te darei a chance de ver com seus próprios olhos: O nome da musica é “A Banda” (e pra quem sabe tocar violão tem até cifras).

D                A7                    D
Estava à toa na vida, o meu amor me chamou
            B7    Em               A7      D
Pra ver a banda passar cantando coisas de amor
                 A7                   D
A minha gente sofrida despediu-se da dor
            B7     Em             A7        D
Pra ver a banda passar cantando coisas de amor
                             Em      A7
O homem sério que contava dinheiro parou
      D7                    G
O faroleiro que contava vantagem parou
      F#                      Bm
A namorada que contava as estrelas parou
      E7                 A7
Para ver, ouvir e dar passagem
         D                 Em     A7
A moça triste que vivia calada sorriu
         D7                G
A rosa triste que vivia fechada se abriu
        F#               Bm
E a meninada toda se assanhou
            B7    Em              A7        D
Pra ver a banda passar cantando coisas de amor

Estribilho
          D                     Em       A7
O velho fraco se esqueceu do cansaço e pensou
               D7                 G
Que ainda era moço pra sair no terraço e dançou
        F#                Bm
A moça feia debruçou na janela
                 E7             A7
Pensando que a banda tocava pra ela
            D                     Em         A7
A marcha alegre se espalhou na avenida e insistiu
        D7                G
A lua cheia que vivia escondida surgiu
        F#               Bm
Minha cidade toda se enfeitou
           B7      Em             A7       D
Pra ver a banda passar cantando coisas de amor
                   A7                     D
Mas para meu desencanto o que era doce acabou
       B7        Em                A7      D
Tudo tomou seu lugar depois que a banda passou
                     A7                      D
E cada qual no seu canto, em cada canto uma dor
            B7     Em             A7        D
Depois da banda passar cantando coisas de amor

Mas agora o assunto fica sério.

Você sabe o que é realmente censura? Sabe o que é viver assim? Sabe o que isso trás para  o mundo tecnológico? Se bobear, logo serei censurado por estar dizendo isso aqui. Loucura, não! Realidade.

Realidade esta que está se alastrando pela internet através das leis e censuras (podemos assim dizer) PIPA e SOPA. Se você não está por dentro, ta na hora de se interar. Ou você não reparou que você não consegue mais fazer downloads e nem ver filmes online com a facilidade de antes. Se liga meu irmão!

Censura é o uso pelo estado ou grupo de poder, no sentido de controlar e impedir a liberdade de expressão. A censura criminaliza certas ações de comunicação, ou até a tentativa de exercer essa comunicação. No sentido moderno, a censura consiste em qualquer tentativa de suprimir informação, opiniões e até formas de expressão, como certas facetas da arte.

O propósito da censura está na manutenção do status, evitando alterações de pensamento num determinado grupo e a consequente vontade de mudança. Desta forma, a censura é muito comum entre alguns grupos como forma de manter o poder.

A censura pode ser explícita, no caso de estar prevista na lei, proibindo a informação de ser publicada ou acessível, ou pode tomar a forma de intimidação governamental ou popular. Pode também a censura ser entendida como a supressão de certos pontos de vista e opiniões divergentes, através da propaganda, contra-informação ou manipulação dos meios de comunicação social.

Formas modernas de censura referem-se a limitações de acesso a certos meios de comunicação, ao modo de atribuição de concessões de rádio e televisão por agências reguladoras ou a critérios editoriais discricionários, segundo os quais um jornal, por exemplo, pode não noticiar determinado fato.

Muitas vezes a censura se justifica em termos de proteção do público, mas, na verdade, esconde uma posição que submete artistas, intelectuais e o próprio movimento social ao poder do estado e infantiliza o público, considerado como incapaz de pensar por si próprio.

Atualmente a censura pode ser contornada mais eficazmente, com o recurso à Internet.

A convivência quotidiana com a censura pode suscitar, entre os produtores culturais e formadores de opinião, uma atitude de defesa bastante corrosiva - a autocensura, que consiste em evitar a abordagem de certos assuntos ou a não expressar opiniões que possam gerar situações de confronto com o poder.

E por fim: A censura sem censura.

Num mundo atual para informação, a censura é de extrema importância para os meios de comunicação. Também vinculados na internet, onde surgem temas e desdobram-se os acontecimentos cotidianos, a censura tende a perder seu efeito e que tarde são refletidas sua ausência diretamente na sociedade.

Um exemplo claro é quanto a atual falência dos afazeres urbanos, que burladas pela censura, o tráfico de drogas lucram espaço através das músicas e que o fazem temas livres já dependentes, a censura luta contra a liberdade de expressão no qual tomam as ações ilícitas em sociedade. Neste caso uma falta de censura torna-se um agravo por todo o país”.

Ou seja, amiguinhos... Ou nós nos movemos para mudar isso tudo, ou logo-logo, tudo será censurado... e somos nós que sairemos perdendo, por que eles que manipulam tudo isso, se divertem as nossas custas. Por um acaso somos palhaços???

E se ainda o povo não acordou que normalmente quem baixa filmes ou musicas pela net, e gosta, normalmente segundo uma pesquisa na faculdade de SP mostra, são os que preferem comprar os originais. Já os que adoram os filmes e CDs piratas, são aqueles que não perdem tempo em baixar, logo comprar pirata... ACORDA BRASIL. Atrasados estão vocês que ainda não enxergaram isso! O sucesso hoje está na INTERNET. Calar-nos, é dar um passo para trás no avanço de tecnologia e informação. E perderemos também as melhores coisas da vida também, que nems empre estão em OFF né!

Digo e encerro, por ao final deste meu discurso... Tudo está consumado, ou seja... censurado!!!



Abraço a todos...





BY ME S2 (S-FCSP)

Atenção.... torne-se agora mesmo um seguidor deste blog e fique por dentro de todas as novidades e posts.
Clique Aqui

OBS:
        Se você quer seguir este BLOG e não quer ser identificado e nem quer que ninguém saiba que você segue basta clicar na opção "SEGUIR ANONIMAMENTE".
        Agora, se você não tem problemas em seguir abertamente este BLOG... è só clicar na Opção "SEGUIR PUBLICAMENTE".

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Capítulo 49: Isso Sim, Faz Toda a Diferença


Parece loucura, mas não é!

A cada tempo de nossas vidas nós mudamos e passamos a fazer escolhas diferentes, olhe para trás e repare... Pense nisso!

O seu penteado já não é mais o mesmo...

A moda que você calça e veste, não é mais a mesma...

Seu gosto por musica e filmes, não são mais os mesmos...

Seus gestos, amores e desejos, também não são os mesmos de outrora...

Seu conhecimento mudou, sua rotina mudou... A sua vida teve um Upgrade... Você não é mais o mesmo, não é mais a mesma.

E isso tudo acontece, não porque somos instáveis ou malucos, mas porque a vida é feita de fases. Ora e outra voltamos numa fase passada, e justificamos: “A moda voltou”. Mas quem faz ou dita a moda? Somos nós, com nossos desejos, muitas vezes individualista, muitas vezes de forma plagiada ou original... Mas somos nós.

Somos nós os responsáveis por olhar pra trás e dizer, quero viver tudo isso de novo... Porque foi bom viver aquele tempo. E só se volta para o que foi bom, só se tem saudade do que é bom...

Já dizia o poeta:
“Só se tem saudade do que é bom,

Se chorei de saudade

Não foi por fraqueza,

Foi porque amei...

E se eu amei,

Quem vai me condenar?

E se eu chorei,

Quem vai me criticar?

(Sabe quem?)

Só quem não amou,

Quem não chorou,

Quem se esqueceu que é ser humano,

Quem não viveu,

Quem já morreu e se esqueceu de deitar!”

É assim que vamos levando a vida. Sem pressa, ou até com muita pressa... ou quem sabe como? Diz você... em que fase você está?

Na barriga da mãe, ali queremos ficar... O outro mundo nos dá medo, é desconhecido. Então nascemos e choramos.

Depois quando criança, vivemos a beleza do se deleitar sem pensar no tempo. E queremos logo ser grande; para que um dia, depois de grandes, possamos dizer que queríamos ser criança novamente.

Chegamos na adolescência, e acreditamos fielmente que a vida se resume em grandes loucuras, confusões, amores e sexo... Alias... Muito sexo. Nos tempos atuais então, sem se fala, isso tem começado, mais cedo que imaginamos. Não irei citar a fase das drogas, porque disso não podemos sentir saudade, pois isso não é bom.

Por fim, somos adultos... E começamos a nos olhar no espelho desejando ver o mesmo rosto jovem de outrora. Passamos a ter medo de envelhecer e assumir que de fato estamos. Queremos ser jovens, queremos ser crianças.

Mas chega o dia da velhice, ou da tão serena velha idade, da terceira idade... da terceira fase da vida. E começamos a colher todos os frutos que semeamos ao longo da nossa vida. Uns colhem frutos bons, outros não tão bons assim... Afinal, gastaram tudo o que tinham em sua juventude... Gastaram tempo, saúde e até quem sabe... dinheiro. E então descobrimos um grande segredo:

 “O essencial é invisível aos olhos, sós e vê bem com o coração”. (...) “Um Amigo é fruto de uma escolha. É uma opção de amor, É a descoberta da alma irmã. É a consciência clara e permanente de algo sublime que não está na natureza das coisas perecíveis. É um tesouro sem preço, um gostar sem distância, de alguém presente em nosso caminho, nas horas de dúvida, de alegria, demais para ser perdido, importante para ser esquecido” (Antoine Saint Exuperry).

Já dizia nosso grande pensador, Charles Chaplin, em seu poema sobre a vida:

“A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina. Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente. Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso.
Daí viver num asilo, até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo. Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar. Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua aposentadoria. Aí você curte tudo, bebe bastante álcool, faz festas e se prepara para a faculdade.

Você vai para colégio, tem várias namoradas, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade, se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe, passa seus últimos nove meses de vida flutuando. E termina tudo com um ótimo orgasmo! Não seria perfeito?”

Seria perfeito mesmo, mas nada disso faria sentido... ou faria?

E assim vamos vivendo: de passado, presente e futuro. Uns mais de passado, outros mais de presente e outros de futuro. Não cada qual em seu quadrado, mas todos num mesmo quadrado, ou melhor... corrigindo... todos no mesmo circulo, numa mesma esfera... que se chama Terra, se chama Mundo, que se chama Vida! Porque ter nossas individualidades, não nos isenta de viver em meio a todos, fecundando-nos mutuamente com nossas riquezas e misérias. Disto é feito a vida.

E não devemos nos arrepender do que fomos ou fizemos, se o que somos hoje é algo que te dá orgulho. Pois se não encontrar nada em ti que valha a pena se orgulhar... te digo: recomece! Ainda há tempo de mudar, mesmo que pouco tempo... pois na vida real... só não tem jeito pra morte. Esta vem, e nada podemos fazer. Mas esta é uma outra fase... da qual não sabemos dizer como será. Só acreditamos e esperamos que seja melhor que tudo que já vivemos e vimos. Pois não teria sentido se a vida se resumisse em pó! É sempre preciso acreditar que há algo melhor. É preciso cultivar a esperança, não pra nos “utopiar”, mas para ancorar nossa alma no verdadeiro combustível da vida: os nossos sonhos!

E isso sim, faz toda a diferença!!!

(Texto de FCSP-I)



Abraço a todos...





BY ME S2 (S-FCSP)

Atenção.... torne-se agora mesmo um seguidor deste blog e fique por dentro de todas as novidades e posts.
Clique Aqui

OBS:
        Se você quer seguir este BLOG e não quer ser identificado e nem quer que ninguém saiba que você segue basta clicar na opção "SEGUIR ANONIMAMENTE".
        Agora, se você não tem problemas em seguir abertamente este BLOG... è só clicar na Opção "SEGUIR PUBLICAMENTE".

Gostou do Post? VOTE e ajude-nos a manter o BLOG no TOP GLS!